domingo, 4 de abril de 2010

Cada um é único e exclusivo

A beleza da vida é saber que cada ser vivo existente é único e exclusivo, bem como cada momento e cada ideia parte de um individuo. O grande dilema humano é essa relação entre ser individual e único e ao mesmo tempo, necessariamente, pertencente influenciando e sendo influenciado pelo meio social a sua volta.
Mente e corpo não existem dissociados um do outro, ou seja, tudo aquilo que afeta o corpo provoca necessariamente sensações e emoções e vice e versa...
É claro que existem casos em que o corpo físico continua a funcionar apesar de não existir mais o funcionamento perfeito do cérebro...nossa morte, antes de mais nada, é cerebral do que corporal.
Percebemos o mundo através dos sentidos....VISÃO - AUDIÇÃO - OLFATO - PALADAR E CINESTESIA(TATO - EQUILÍBRIO). Os órgãos sensoriais são apenas canais de comunicação do mundo externo para o interno e vice-versa. São equipamentos inclusive limitados e se observamos, muitas vezes precisamos de equipamentos especiais como óculos, lunetas, microscópios, amplificadores de sons para melhorar nossa captação de informações externas ao corpo.
É a partir dessa percepção que o acumulo das experiências culturais e sensoriais vai construindo nossa forma de se relacionar com outros seres que também passam por esses processos perceptivos simultaneamente.
O que torna tudo tão lindo, complexo e simples ao mesmo tempo é que....apesar de todos perceberem o mundo, de alguma maneira ninguém faz isso igualzinho...cada um tem sua visão e sua forma de processar informações diferentes criando uma diversidade criativa que é a principal marca da humanidade. Isso as vezes é fonte de atritos e conflitos, porem também contribui para a ideia social de grupo e de coletividade, que muitas vezes transcende as vontades do indivíduo.
Nos tempos atuais nunca se foi tão individual e ao mesmo tempo globalizado. Participamos mais de que nunca através da expansão dos meios de comunicação de todos os problemas do planeta e no entanto, nunca reivindicamos tanto o respeito ao momento unico de nossa existencia com o objetivo de viver o melhor possível dentro de nossa pequena existencia.

Um comentário:

Ercilia disse...

Cada ser vivo pela sua unicidade e exclusividade é elo indispensável da corrente vital que interage com o Universo aperfeiçoando sua progressão.